terça-feira, 24 de setembro de 2013

Céu de ternura


Maria Antônia divertia-se muito no parque. Admirava as crianças com brinquedos caros que sujavam na areia, invejava os que ostentavam guloseimas de parque nas mãos, sorria discretamente quando um sorvete caía na areia... Não gostava de brincar com os outros. Às vezes ficava triste por ser tão pequenina e sentia os olhos encherem d’água quando os colegas riam de seu tamanho. Ali no parque, ela observava todos de cima do banquinho. Podia brincar que era a chefe de tudo e que poderia prever o que acontecia. Como o pipoqueiro que chegava antes do menino de blusa xadrez. Ou o ônibus, que trazia a velha senhora e a netinha de cabelos crespos. “Parece uma nuvem”, sempre pensava. Poderia prever a melodia que saía dos autofalantes.  E, principalmente, prever aquela hora da tarde.
Era um sorriso gigante quando ouvia aquela moça que adotou como mãe chamar: “Hora de ir!”. Mal continha o pulular do coração dentro do peito de boneca.  Sentia que não ia dar conta da felicidade que era segurar a mão para a moça altíssima e elegante que sempre a olhava com ternura. Pensava naquela frase de filmes que não sabia exatamente o que significava. “Me concede a honra desta dança?”. Sabia que era uma boa frase pra pensar naquele momento.
O bracinho curto se esticava “do tamanho do mundo”, enquanto os pés mal tocavam o chão. E quando tocavam, era tempo de dar o impulso que Maria Antônia aguardava a tarde inteira, o impulso que a fazia levitar até à cintura da mãe, que a segurava forte por um tempo no ar, pra depois continuar os passinhos apressados, entre  impulsos que empurravam o chão e a faziam ir cada vez mais alto.
As gargalhadas eram fáceis. De vez em quando, ao chegar no alto, olhava pro chão e sentia-se maior. Tudo era esquecido: os sorrisos de deboche, as limitações, a rejeição... Maria Antônia podia voar.
E voava em céu de brigadeiro, entre nuvens de algodão e glacê que um dia comeria sem restrições. E ainda tinha um caminho de casa inteiro para sonhar...
Maria Antônia era grande.              


4 comentários:

Luiz Eduardo Cabral de Melo disse...

oi, obrigado pelo convite ao quarto, eis que percebi que somos vizinhos, cliquei ali ao "próximo blog" e cá estou, pulando de quarto em quarto, quanta intimidade, Blogger, e Convido-te ao meu também (é impressionante o que ele tem de influência em mim e em meus escritos :) ).
gostei demais do seu blog antes mesmos das postagens, pois pois, começarei a ler devagarinho o que encontro por aqui.

acho que acharás curioso, este recado neste blog, e também, da relação que em alguns textos meus é corriqueiro se bater na porta, mas muito embora, acho que é só para dizer "cheguei, estou aqui", e fazer mesuras, ê laiá!

aqui vão saudações do Ceará,
e muita alegria do mundo para ti,

Anônimo disse...

The portugee economy is in the toilet, and droves of it's citizens are fleeing to neighboring Spain to work just to put food on the table! Those who don't go to Spain are swimming, or jumping on bannana boats to go to Angola or Mozambique just to sell their body for cod to feed their families. The slightly better off portugee are flying to Brasil to live in a favela that is much better than the poor, decrepid conditions they live in now; at least here they can eat.

The portugee are an ignorant bunch stuck in a mental time-warp that only focus on a national soccer team that has never won a single Euro or World Cup and "how" good things were in the distant past rather than focusing on their now deteriorated, non-existant economy, and how bad things really are today.

This is "why" they can't seem to see the log stuck in their eyes but see the splinters in everybody elses eyes. I do find it ironic that they are racist toward Spain, Angola, Mozambique and Brazil only to later go look for a better life in these countries!!

-------------------------------------

informacion do putugal?

HTTP://PEDROMILLAN.BLOGSPOT.COM/

*portugal is a shit country! DO NOT VISIT PORTUGAL! Those people are anti-Spanish and Brazilian, Mozambican and Angolan Racists!

Obsessivo disse...

OBSESSIVOS - A Revelação Final

http://issuu.com/luisclaudioaraujo/docs/obsessivos-parte1

http://obsessivos.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

Achei,muito interesante seu blog,estou querendo fazer o meu,mas ainda não consegui,fazer pois fiz curso se computação,mas ainda nao aprendi fazer um blog.Falo da parte da programacao. E tambem ainda não tenho assunto certo para divulgar.Porem achei super interessante seu blog. Me insentiva para fazer o meu. Adorei,super bacana e criativo.Parabéns!!!!