sábado, 22 de agosto de 2009

Ensaio sobre a trilha do amigo

Amigo não pede licença pra entrar na sua vida. Que nem as canções e as trilhas sonoras. Canções e amigos são tão fundamentais para mim que me senti tentada a relacioná-los. Pieguices à parte, dedico a cada um de meus amigos uma canção individual. Pode ser ela conhecida ou simplesmente inventada...

Um amigo trilha de circo sempre aparece num momento da sua vida. Que é desajeitado, faz piada sem querer, pensa que atrapalha, possui uma ingenuidade quase irritante e diz ter sempre a impressão de que estamos rindo dele (mas é sempre com ele, afinal, é amigo). No fim das contas, é tão amado que chamá-lo de “palhaço” (guardada, inclusive, a devida poesia) é quase uma ofensa.

O eterno amigo jazz... Clássico no andar, de variações complexas, passos às vezes inacompanháveis, voz empostada e em tom de bronca, presunçoso e de uma profundeza assustadora. Amigo assim é indispensável para os momentos de solidão, pois é ele que te apresenta à solitude e te ensina a se bastar. Ele te entende. Ele sabe o que é ser sozinho e atura sua chatice porque, no fundo, ele é um verdadeiro chato também. E você o ama porque ele te acompanha até em elevador.

Amigo canção popular. Se você não tem, Deus queira que um dia você tenha. Diz uma canção popular que “uma canção faz nascer o sol no coração da pessoa”. E assim é este tipo de amigo. Não importa se seu dia foi um desastre, se você está de tpm ou simplesmente você não está para ninguém no momento. Ele vai sim chegar sorrindo, vai sim senhor te fazer levantar da cama com o “oooooooooooooooooiiiiiiiiiii” dele. Ele pode até ser inconveniente, mas é como tocar “You are the sunshine of my life” em uma reunião de executivos sisudos. Uma risada será ouvida lá no fundão... A voz dele é quase um solo de teclado de tão divertida! Contagia, te ensina a sorrir grande e é pura alegria. E por mais brega e popular que ele seja, você o ama. A não ser que você seja um cretino.

Amigo rock ‘n roll. Aparece na sua fase rebelde e vocês deixam o cabelo crescer (ou cortam a juba de vez) juntos. Aliás, vocês fazem muitas coisas juntos. Mas tanto que os outros pensam que vocês tem um caso, e isso não importa de que sexo vocês sejam. Aí chega uma hora em que outros amigos entram na roda... A turma vai ficando grande e a magia acaba... Como os Beatles, vocês trilham outros caminhos. Talvez não tão felizes ou tão produtivos como na época em que estiveram juntos. As lembranças ficam perdidas no tempo, viram saudosismo e, mais que de repente, vocês se encontram em algum Orkut da vida anos depois... E quando você escuta um vinil empoeirado, vendo aquelas fotografias em que vocês aparecem de preto, com unhas pintadas e cortes de cabelo duvidosos, percebe que sempre pertenceram um ao outro e que aquela época jamais voltará. Você o ama porque ele guarda suas lembranças.

Amigo micareta é uma farra. É ele que te leva a lugares que você nunca imaginaria pisar. E nas maiores roubadas também. Hiperativo, elétrico, de voz estridente que nem cantor de banda de axé. Entra nos lugares dançando, e parece que sempre está seguindo um trio elétrico. Ele articula seus encontros, apresenta os possíveis amores e as maiores decepções. Pura diversão: te promete as melhores noitadas e as piores ressacas. Mas poucas vezes no ano, porque carnaval a toda hora é meio sacal...Geralmente você para de beber e de dar vexame depois que ele sai de circulação... Você o ama porque ele torna a felicidade possível e até um pouco barata, considerando o preço da cerveja...

Amigo pode ser uma canção. Não sabemos de que são feitos exatamente. E, se soubéssemos, assim como os que estudam música e não possuem o menor talento, correríamos o risco de perder toda a poesia deste mistério.

Os que estudam dizem que canção é letra e melodia. E que amigo é a família que a gente escolhe.
Os que sentem devem dizer que canção é sentimento. E que amigo é amor que se explicado, não faz o menor sentido. Pura empatia.

Os que estudam dizem que uma canção se aprende com notas e técnicas aprendidas. E que amizade se cultiva.
Os que sentem falam apenas que “essa música é foda!”. E que seus amigos também são.

3 comentários:

HelianaBastos disse...

Cara, beeem reflexivo esse texto, tenho amigos que são como um CD de mp3 com as melhores canções do últimos 5 anos saca? algo assim,nõ estou tentano roubar se lirismo deste post, please. O meu comentario talvez esteja ate atrapalhando hehehe( drama).
minhas amizades são mais do que um trilha sonora de um filme perfeito. e Graças aos orkuts da vida, posso trazê-los junto com as lembranças mais gostosas pra perto de mim outra vez!

Naaai, vc pra mim é mais do que a discografia dos beatles, é MPB, é casa pré fabricada, é orquestra imperial e Los hermanos junto, é a Winehouse dos momentos de ironia e sarcasmo e tbm despeito sobre a ala masculina, e mais do que tudo é a Marisa MOnte cantando no dia dos namorados! hahahahahahahahh
(não podia deixar passar essa)

viraste um estilo musical do qual eu empre quero ter de fundo em todos os momentos de minha vida!


p.s: não repara a declaração ULTRA sentimentalista e piegas, e porque não dizer cafona?!
mas olha essa verificação de palavras antes da postagem de coment: extocu! kkkkkkkkkkkkkkkkk

;P

Richard disse...

Heeey nai ! tava te devendo uma visita.
Adorei(bem gay)esse quarto, a foto então, é uma obra aparte. Adorei os textos, a cor, putz que inveja !!
Ja estou até barbudo de tanta saudade,tô ridículo você precisa me ver pra nós bagunçarmos juntos. Coloquei uma net que anda de ré aki em casa ! agora dá tempo de fazer umas visitinhas na madruga aqui!
Olha sua beatlemaníaca, aparece tá?
... égua mas isso aqui é bacana...
até o código de verificação de palavras é beatlemaniaco ta escrito REJUDDE uehuheuuehuehu
pode uma coisa dessa?

Strawberry fields forever...
b
j
o
s
...
isso foi bem Gay!
uehuheuehue

Richard disse...

quero dizer que o
b
j
o
s foi gay mas Strawberry fields forever... foi o maximo ! uheuhehe