segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Nº 2

Jade, 5 anos, no banco de trás do carro, estava eufórica. Brincou a tarde inteira, compraram sua boneca favorita e ainda comeu na lanchonete que vende brinquedos e dá sanduíches de brinde.
Tarde mais perfeita que esta nunca existiu nem existirá na sua vida.
Jade, 10 anos, no banco de trás do carro do seu pai, estava encantada. Apresentou-se a tarde inteira no festival de dança e ganhou uma estrela de “Pequena grande dançarina”. E ainda comeu na lanchonete que vende brinquedos e dá sanduíches de brinde. Mas desta vez, preferiu sem picles.
Tarde mais perfeita que esta nunca existiu nem existirá na sua vida.
Jade, 15 anos, ao lado da sua mãe no carro, estava apaixonada. Beijou a tarde inteira, passeou de mãos dadas, tomou Milk-shake dividindo o copo... E ainda comeu na lanchonete que vende brinquedos e dá sanduíches de brinde. Guardou o brinquedo para seu irmão mais novo.
Tarde mais perfeita que esta nunca existiu nem existirá na sua vida.
Jade, 25 anos, dirigindo seu carro, estava bêbada. Bebeu a tarde inteira, falou bobagem, pagou mico no chá de panela e acha que beijou o stripper da sua despedida de solteira. Acabou de ser promovida no trabalho. Mas não lanchou na lanchonete que vende brinquedos e dá sanduíches de brinde porque estava de dieta.
Tarde como esta...
E Jade, 75 anos, na cadeira de balanço, estava velha. Bordou a tarde inteira, dormiu e sonhou com o paraíso. A lanchonete que vende brinquedos e dá sanduíches de brinde já havia falido. Mas ela se lembra do grande “M” amarelo num fundo vermelho. Lembrou também das tardes mais perfeitas que já existiram e nunca mais existirão na sua vida.
Aí, enfim, foi a tarde perfeita.

Um comentário:

*.::*(( jOhn ))*::.* disse...

engraçado como a gnte acaba se perdendo no dia-a-dia..sei lá!
hj eu falava disso como uma amiga: -é foda (com o perdão da palavra!) perceber q no fim das contas a felicidade parece sempre estar atrelada a um sentimento nostálgico..
e vivemos esperando dias melhores!
...
BELO TEXTO!