sábado, 2 de agosto de 2008

Não é da minha conta

Se você fez aquela prova bêbado. Se você não gosta dessa cidade. Se você não é daqui, por isso o sotaque. Não te perguntei onde você comprou aquela camisa que eu adoro ver você usando. Não é da minha conta a se você lê best-sellers. Se você também acha “Revolver” o melhor disco dos Beatles. Se você quis pedir o meu isqueiro emprestado. Se você é poeta. Se você pensou alguma vez em mim. Que estando com ela você é feliz e bem-resolvido.
Não faz parte da minha rotina saber que você é um bom rapaz. Ou um bom amante. Não perguntei nada sobre a sua namorada. Também nem senti a textura da sua barba malfeita. Não é da minha conta o cheiro do seu perfume. O seu local de trabalho, não me interessa. Saber como foi seu dia. Onde você pratica yoga. Se é perto de onde eu pratico. O porquê de você ser vegetariano para confrontar com os meus motivos. Não é para eu saber que você é um outro eu. Que me completa . Que faz parte do meu ser.
Se você compôs uma canção, não importa. Se não foi pra mim, menos ainda. Se você cortou o cabelo, não notei. Se você ficou uma graça e ela adorou, também não percebi. Não te telefonei, A noite com vinho, lua e violão não aconteceu. O dia seguinte foi normal e indolor.
Não é importante pra onde você foca o olhar. Nunca procuro os seus olhos. Se os achei, várias vezes foi pura coincidência.
Seu nome é mais um entre tantas inspirações. Aquele poema foi mais um de tantos para outros. Não é para eu saber se você leu. Não é da minha conta o que você fez na sua vida. Se você foi embora, não é de meu interesse.
E, sobretudo, não é da minha conta o que você sente por mim. O que você fala de mim. O que você pensa sobre mim.
Guarde tudo pra você.

*texto insone e não-irônico.

5 comentários:

Damaran disse...

Oi moça bonita. Que bom que caiu de pára-quedas no meu blog. como descobriu ele? fiquei curioso! olha, li alguns textos do seu e gostei. vou virar frequentador tb! =]

vc mora em Macapá né? moral! morei 8 anos aí. tou morando em Belém agora, mas sempre que posso visito minha familia q mora ae. talvez possamos manter contato.

bjão e prazer em conhecê-la.

Heliana-tradutora disse...

kkkkkkkk
1o: olha que o matheus vai virar frequentador assíduo!
2o:atualizei

não é da minha conta se você se decepcionou ao deparar cm um blog não atualizado há 2 meses
não é da minha conta se vc atualiza
ou se você critica o meu.
hahahaha brincadeira..adoreeei!adoro teus mistérios de escritora!tem um 'q' que eu não sei....

amo-te e eu sei e você também sabe!
saudadessss!

PedroNegro disse...

meow, eu gostei muito desse teu texto, nai - não sei o porquê (?)
bom, mas ele é a minha cara. aí tem tudo oque curto fazer: indiferença, certa frieza.

ah, sim. já me linkou (é assim?), né? pode crer.
espalhe meu blog por aí como se fosse uma sementinha, porque eu sou super sensualidade, bróder

PedroNegro disse...

espalhe como se fosse uma sementinha de jesus, porque eu sou muito especial.

e assim xuxa me abençoou

nai ara disse...

"xuxa, faça com que o márcio pare de beber"

assim fica o meu pedido pra esse criança esperança...